O Summit Inovação em Saúde 2019 contou com especialistas em tecnologia e saúde que abordaram como a transformação digital potencializa os avanços do setor

Conceitos como a Internet das Coisas (IoT), a Inteligência Artificial (AI), Blockchain, nanotecnologia, entre outros, estão cada vez mais presentes no nosso dia a dia. Porém, ainda existem muitas dúvidas em como essas tecnologias podem nos auxiliar no dia a dia e no varejo farmacêutico.

Para debater como a tecnologia auxilia no desempenho dos canais de saúde e as principais novidades do setor, especialistas em tecnologia e saúde se reuniram na segunda edição do Summit Inovação em Saúde, realizado pela Contento Comunicação em parceria com o Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (Sindusfarma). O evento aconteceu ontem (08/10), no Cubo Itaú, em São Paulo (SP) e contou com a presença de mais de 200 pessoas.

A revolução digital, o empreendedorismo, a forte expansão do capital de risco em saúde, a medicina de precisão e o maior acesso são impulsionadores das inovações na saúde “Um exemplo é a Inteligência artificial que já está atuando no treinamento de profissionais, na detecção precoce de doenças, no diagnóstico, no tratamento e também no fim da vida”, afirma o médico, doutor em patologia clínica, Dr. Carlos Ballarati.

De acordo com Ballarati, essas tecnologias também nos auxiliarão a concentrar nossa atenção na prevenção e na saúde e não mais na doença, como costumávamos fazer. O point-of-care é um exemplo que já é uma realidade.

Com ele, trazemos mais acesso à saúde para a população. Afinal, muitas vezes as pessoas não têm condições financeiras ou tempo para ir ao médico, pegar uma guia e seguir para o laboratório realizar o exame. A farmácia facilita esse acesso e auxilia no diagnóstico e rastreamento das doenças